Parte textual - Monogrfia - Caso de Estudo de viabilidade econ³mica Socaumbo, Lda

Click here to load reader

download Parte textual - Monogrfia - Caso de Estudo de viabilidade econ³mica Socaumbo, Lda

of 33

Embed Size (px)

Transcript of Parte textual - Monogrfia - Caso de Estudo de viabilidade econ³mica Socaumbo, Lda

  • 2

    CAPTULO I

    Introdutrio

  • 3

    1. INTRODUTRIO

    1.1 Formulao do problema

    Num mundo cada vez mais dominado pelos avanos tecnolgicos e processos dinmicos devido a

    Globalizao torna-se imprescindvel que as Empresas1 acompanhem devidamente toda e

    qualquer mudana ao redor e que sejam retratados todos os factores que influenciam o seu

    ambiente econmico que so determinantes na sua sustentabilidade.

    Por este facto qualquer viabilidade econmica apresentada por um projecto agrcola em Angola

    vem atender a necessidade de identificar factores exgenos e endgenos que conduzem a

    economia numa menor dependncia do petrleo. O conjunto de legislaes recentemente

    aprovadas e um Plano Nacional de Desenvolvimento que tem mudado a dinmica que se via no

    sector Agrcola e os diversos programas como o caso do PAPAGRO bem como outros que vo

    surgindo para criar um ambiente econmico estvel e estimulante para economia no petrolfera

    nomeadamente as Actividades Econmicas2 do Sector Agrcola, sendo resultado visvel a

    disponibilizao de recursos para aqueles projectos que se apresentam em termos tcnicos

    suficientemente bem elaborados e dotados de elementos fundamentais que atestam a sua

    viabilidade econmica. O princpio da escassez que dita a lei econmica no deve ser esquecido

    visto se tratarem de recursos escassos e necessidades ilimitadas onde para compreender a

    viabilidade econmica de um projecto agrcola devemos olhar tambm para os riscos inerentes e

    que estes so virados para um horizonte futuro cujas incertezas so impossveis de eliminar

    totalmente, o que levanta questes como: Ser possvel a implementao de um projecto agrcola

    sem um estudo prvio de viabilidade econmica? Estar este projecto isento de riscos? Que

    factores so determinantes para a viabilidade econmica de projectos agrcolas em Angola?

    Vamos ento procurar respostas a essas questes no desenrolar deste e do prximo captulo.

    1 Empresa, a Entidade (unidade jurdica ou ao pequeno agrupamento de unidades jurdicas ou institucionais) dotada

    de autonomia de organizao e deciso na afectao de recursos as suas actividades de produo, exercendo uma ou

    varias actividades, num ou vrios locais. (INSTITUTO NACIONAL DE ESTATSTICA. REMPE, Luanda, 2002)

    2 Actividade Econmica, Combinao de factores produtivos com vista a produo de bens e servios para terceiros.

    (INSTITUTO NACIONAL DE ESTATSTICA. REMPE, Luanda, 2002)

  • 4

    1.2 Importncia do estudo

    A importncia deste tema traz para a rea cientfica uma contribuio aos escassos estudos em

    Angola envolvendo o empreendedorismo e a promoo de empresas, cuja compreenso pelo

    Estudante e Profissionais de Gesto permite a identificao de variveis para a tomada de deciso

    sobre negcios e mitigao de riscos. Os ciclos longos dos produtos, as incertezas para ocorrncia

    de fenmenos exgenos no exerccio da actividade agrcola como a estiagem e a seca so

    problemas que impactam os ganhos e Volumes de Negcios3 que se esperam dos projectos e a

    tomada de deciso de investir num ou noutro ponto de Angola, sendo infinitamente interessantes

    para que todos os Stakeholders4 incluindo o prprio Estado possam tomar decises e deste modo

    obter outras formas de arrecadao de impostos no petrolferos importante para alimentar as

    Finanas Pblicas conduzindo ao aumento do nvel de emprego, distribuio do rendimento e

    crescimento econmico entendendo-se serem estes os principais objectivos macroeconmicos.

    1.3 Objectivos da pesquisa

    - Demostrar a importncia de um Estudo de viabilidade econmica para implementao de um

    projecto.

    1.3.1 Objectivo geral

    Eliminar as incertezas das empresas Agrcolas no mdio e longo prazo para sua sustentabilidade e

    viabilidade de implementao dos seus projectos.

    3 Volumes de Negcios, Corresponde ao total das importncias facturadas em unidades monetrias durante o perodo

    em referncia, corresponde ao total das vendas de bens e servios prestados a terceiros. (INSTITUTO NACIONAL

    DE ESTATSTICA. REMPE, Luanda, 2002)

    4 Stakeholders, So indivduos e organizaes ativamente envolvidos no projeto, cujos interesses so afetados

    (positiva ou negativamente) por ele, ou que exercem influncia sobre o mesmo. Incluem o gerente de projeto, o

    cliente, a organizao que far o projeto, os membros da equipe de projeto, o sponsor/patrocinador (indivduo/grupo

    interno ou externo que prov os recursos financeiros para o projeto).

    Inclui tambm partes externas, como fundadores, vendedores, fornecedores, agncias governamentais, comunidades

    afetadas pelo projeto e a sociedade em geral. (Wikipedia disponvel em:

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Projeto#Partes_envolvidas_no_projeto_.28stakeholders.29 acesso em 07.02.2014

    20:55)

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Projeto%20%20acesso%20em%2007.02.2014http://pt.wikipedia.org/wiki/Projeto%20%20acesso%20em%2007.02.2014

  • 5

    1.3.2- Objectivos especficos

    - Analisar as polticas e programas do Executivo que podem impactar o sucesso dos projectos

    agrcolas.

    - Apresentar informaes uteis aos utentes para tomada de decises de investimento, custo de

    oportunidades do projecto A ou B e a rentabilidade dos seus capitais.

    - Obter atravs deste estudo uma clara ideia sobre como as empresas podem evitar certos erros na

    implementao de seus projectos.

    1.4 Formulao das hipteses

    - O que acontecer se no fizer um estudo de viabilidade econmica antes?

    Se uma empresa decidir pela implementao de um projecto sem fazer um estudo de viabilidade

    econmica antes esta se expondo a vrios riscos e no tem como mitigar certas dificuldades ou

    problemas que enfrentar ao longo da implementao do projecto.

    - O que acontece a quem faz um estudo viabilidade econmica antes?

    Se a Empresa decidir implementar um projecto com um estudo de viabilidade econmica pode

    enfrentar muitos desafios e ter a certeza de que muitos factores esto sendo mitigados. O

    diferencial entre estas hipteses esta em que num caso a Empresa esta preparada para enfrentar

    antes os problemas que surgirem e no outro caso temos aquelas Empresas que a medida que os

    problemas forem surgindo sero apanhadas desprevenidas e decises precipitadas impactaram os

    projectos sendo esta opo completamente diferentes da performance exigida pelo mercado no

    se cumprindo com uma das funes chaves da Gesto que o Planeamento.

    1.5 Limitao e delimitao da pesquisa

    A presente pesquisa est limitada apenas ao Estudo de viabilidade econmica de projectos

    Agrcolas.

    A pesquisa tem como delimitao a Provncia de Luanda e seus municpios.

  • 6

    CAPTULO II

    Fundamentao Terica

  • 7

    2. FUNDAMENTAO TERICA

    2.1 Definio de termos e conceitos

    Estudo de Viabilidade Econmica entende-se como o conjunto de anlises com base em

    indicadores econmicos de rentabilidade para obteno de um conjunto de informaes que

    permitem a tomada de deciso para aceitao da implementao de um projecto.

    Projecto um projecto do projak ou desenho, que cuidadosamente planejado para alcanar um

    objectivo particular. Projectos podem ainda ser definidos como sistemas sociais temporrios, em

    vez de permanentes, que so constitudos por equipas dentro ou entre as organizaes para

    realizar tarefas especficas sob restries de tempo.5

    Projecto Agrcola Correspondem criao de bens duradouros destinados a tornar possvel a

    conservao, expanso e ou transformao de um dado sistema de produo. Visam assim o

    alcance de objectivos de natureza empresarial usualmente associados com a melhoria dos

    resultados futuros da explorao agrcola.6

    Empresa agrcola Unidade tcnico-econmica no mbito da qual se procede aplicao de

    recursos (factores de produo) sob a direco de um nico centro de deciso (empresrio) e

    orientada para o desenvolvimento de actividades agrcolas (produes vegetais, animais e

    florestais) e no agrcolas (turismo rural, artesanato, aquacultura, aluguer de equipamento

    prprio, transformao de produtos, ), visando objectivos de natureza empresarial relacionados

    com a obteno de um resultado lquido econmico o mais elevado possvel.

    Agricultura o conjunto de tcnicas utilizadas para cultivar plantas com o objectivo de obter

    alimentos, fibras, energia, matria-prima para roupas, construes, medicamentos, ferramentas,

    ou apenas para contemplao esttica7.

    5Wikipedia disponvel em: http://pt.wikipedia.org/wiki/Projeto acesso em 07.02.2014 20:55

    6 Anlise de Investimentos Manual Tcnico, Francisco Avillez, Francisco Gomes da Silva, Carlos Pedro Trindade,

    Frederico Avillez, Jos Pedro Salema, Nuno Pereira e Leonor Lopes, Editora Novagrfica do Cartaxo, Lda. 1Edio,

    Maio 2006

    7Wikipedia disponvel em: http://pt.wikipedia.org/wiki/Agricultura acesso em 07.02.2014 21:05

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Projeto%20acesso%20em%2007.02.2014%2020:55http://pt.wikipedia.org/wiki/Agricultura

  • 8

    VAL, Valor Actual Liquido a frmula matemtico-financeira capaz de determinar o valor

    presente de pagamentos futuros descontados a uma taxa de juros apropriada, menos o custo do

    investimento inicial. Basicamente, o clculo de quantos os futuros pagamentos somad